Coceira nos Ouvidos: suas causas e tratamentos

Coceira nos Ouvidos: suas causas e tratamentos

Coceira nos Ouvidos

Coceira nos ouvidos: Você é uma daquelas pessoas que está sempre usando cotonetes para tratar aquela “coceirinha gostosa” nos ouvidos? Costuma coçar as orelhas com o dedo ou com outros objetos com frequência? Saiba que isso pode ser perigoso e que existem opções melhores de acabar com a coceira nos ouvidos. Neste texto, vou tentar explicar as principais causas desse problema e mostrar algumas dicas que podem ajudar.

No nosso ouvido, temos glândulas que produzem uma substância oleosa chamada “cerume”, a famosa cera de ouvido. Ela é muito importante pois protege o ouvido contra a proliferação de fungos e bactérias, além de minimizar traumas, impedir que a pele do ouvido fique seca e, inclusive, protege contra sons de volume elevado.

Sendo assim, posso dizer que uma das principais causas de coceira nos ouvidos é simplesmente a manipulação deles. Retirar a cera em excesso pode provocar irritação, ressecamento, inflamações e infecções, se você for mais agressivo. Mesmo se você, com muito cuidado, limpá-los, você não deve introduzir cotonetes no fundo do conduto. A cera normal impede que substâncias como shampoo, sabonete e outros irritativos agridam a pele delicada dos ouvidos.

Após muita coceira, é comum o paciente sentir que os ouvidos estão molhados. Essa umidade ocorre quando há uma descamação da primeira camada de pele dos ouvidos. A camada mais profunda é naturalmente mais úmida.

Por outro lado, o excesso de cerume também pode ser causador de coceira. Quando muito cerume se junta no conduto auditivo, o paciente pode ter sensação de ouvido tapado junto a coceira e descamação do conduto. A remoção eventual de cerume pode ser feita pelo paciente em casa com uso de cotonete externamente, retirando o cerume que já está na parte externa do conduto auditivo. A remoção do excesso de cerume deve ser feita por um médico otorrinolaringologista. Posso dizer que já vi alguns casos de perfurações timpânicas causadas por lavagens de ouvido caseiras ou em farmácias com profissionais não habilitados.

Outra causa comum de coceira nos ouvidos é a otite externa (infecção da parte externa dos ouvidos). Tanto infecções por bactérias, quanto por fungos, podem causar coceira e dor, mas normalmente bactérias causam mais dor e fungos causam mais coceira. As otites externas ocorrem mais frequentemente no verão, quando é época de chuvas e as pessoas frequentam mais as piscinas e praias. São infecções de início rápido e que também respondem rápido aos tratamentos com medicações tópicas, na maioria das vezes. Eventualmente, um caso mais avançado necessitará de medicação sistêmica (por boca).

A otite externa pode também não ser infecciosa (causada por uma bactéria ou fungo) e estar mais relacionada a problemas da pele do conduto auditivo, como eczemas. São casos mais recorrentes de coceira, sempre associadas a descamação da pele do conduto auditivo. Podem ocorrer em casos de alergias específicas (alergias alimentares diversas e também alergias de contato) ou espontaneamente. Tratamento com gotas otológicas contendo corticoides, ácido salicílico e outras substâncias são boas opções de tratamento.

Exostoses e osteomas são alterações que ocorrem mais comumente nos ouvidos de pessoas que praticam natação ou que tem contato constante com a água. Nestes casos, o conduto auditivo do indivíduo fica tortuoso e tende a juntar mais umidade e, consequentemente, coceira. O tratamento pode ser feito pingando gotas de soluções específicas nos ouvidos como álcool boricado ou mistura de solução alcoólica com vinagre. Em casos avançados, pode ser feito uma cirurgia.

Rinite alérgica também pode dar coceira nos ouvidos, assim como nos olhos, nariz, rosto e tudo mais. Rinites respondem bem na maioria das vezes com medicação como anti-histaminico ou corticoides eventualmente.

Resumindo, se o paciente tem coceira aural excessiva, ele deve parar de manipular os ouvidos e procurar um médico otorrinolaringologista. Em um caso eventual de coceira, o paciente pode tentar pingar algumas gotas de óleo Johnson´s (de bebê) para ver se melhora. Azeite de oliva pode ajudar, embora eu prefira indicar o óleo Johnson´s. Se a coceira for por infecção, o paciente vai precisar de remédios otológicos, na maioria das vezes tópicos (gotas otológicas). Esqueça a tal “coceira gostosa” e tenha ouvidos saudáveis.

“As informações aqui colocadas são de caráter informativo. Cada paciente possui suas particularidades e deve ser avaliado e tratado de forma individualizada. Se você tem algum problema de saúde, procure um médico especialista.”

Dr. Henrique Gobbo
CRM – 117688 SP